quinta-feira, 7 de maio de 2009

Antes que proíbam as letras...



Ex-fumante há 12 anos, mas eterna e radicalmente tentando colocar na prática meus ideais democráticos, acordei hoje com uma música de Maria Bethânia na cabeça. É um bolerão de 1952, que a baiana regravou pelo menos duas vezes. A letra, que poderia ser definida como a revanche da dor de corno, deveria ser regravada hoje, em tempos tucanos.


É bom entrar num ambiente livre de fumaça de cigarro? É. Mas é detestável pensar que isso não se deu por consciência dos fumantes, mas por uma imposição tão absurda que até atores em cena estão proibidos de fumar! Daqui a pouco, o Serra vai proibir veiculação dos filmes de Bette Davis e Humphrey Bogart, que fumavam com charme e simpatia, sem ninguém pra torrar a paciência.


Proibir personagens de fumar em cena é de um stalinismo assustador. Os militares que baixaram o AI-5 e sumiram com meio mundo na época da ditadura também diziam pensar no bem geral... Mas do (já eleito pela imprensa) "futuro presidente do Brasil" ninguém fala nada.


A lei atinge petistas e tucanos, malufistas e anarquistas... mas a letra de Aylce Chaves e Paulo Marques é dedicada com especial carinho aos meus amigos tucanos fumantes. Com vocês, na voz quente de Maria Bethânia (vai pro youtube!)... "Lama".





Se eu quiser fumar, eu fumo;


se eu quiser beber, eu bebo;


não interessa a ninguém.


Se o meu passado foi lama,


hoje quem me difama


viveu na lama também.





Comendo a mesma comida,


bebendo a minha bebida,


respirando o mesmo ar.


E hoje, por ciúme ou por despeito,


acha-se com o direito


de querer me humilhar.





Quem foste tu, quem és tu,


não és nada.


Se na vida fui errada,


tu foste errado também.


Se eu errei, se pequei, não importa.


Se a esta hora estou morta


pra mim morreste também.






Desnecessário dizer que os dois últimos versos resumem minha opinião sobre o Serra.

p.s. Mas o governo do Lula também tá uma beleza. Agora cismaram que autor não é digno de receber pela lei Rouanet. Tem uma reportagem do Jotabê Medeiros no Caderno 2 de hoje. Em breve, retornarei ao tema.

11 comentários:

  1. Não é bem por ai que se resolve o problema do cigarro, mas que é um saco fumante ao lado, isso é...

    ResponderExcluir
  2. 12 anos de cara limpa??? Parabéns, meu Vianinha. Como viciada incorrigível e anti-tucana até os ossos, imagine meu humor atual...
    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Pedron, fumante ao lado é mesmo um saco. Experimenta embaixo ou por cima. É bão demais, sô.
    Ana de todas as Pragas... rs... daqui a pouco vão proibir o fumo pra dono de cachorro. Aguarde.

    ResponderExcluir
  4. PUTZ, e a gente tá com uma cena que usa cigarro.
    fó-deu.

    ResponderExcluir
  5. A atitude ditatorial do Serra é desprezível, assim como aquele câncer do Juca Ferreira. Você a viu a cara de suíno gripado do Mamberti na foto? Afff...

    ResponderExcluir
  6. Viana, meu velho, o que está acontecendo? Parei de fumar em 2002 e nunca pedi pra alguém apagar o cigarro. Quando acendem um perto de mim, até aproveito a fumacinha pra matar a saudade! Concordo contigo: alguns ambientes não dá pra fumar mesmo (acho aceitavel em bares & afins) mas proibir cigarro em cena é de lascar. Nem o Plinio Salgado teria uma idéia tão esdruxula. E depois, o que vai ser? O beijo? Este país, até hoje, não tem noção do que é democracia, velhão. Se tivesse, não teriamos mais o voto obrigatório e o serviço militar, tb, obrigatório. Grande abraço. O Blog tá supimpa.

    ResponderExcluir
  7. Não assinei: Jarbas

    ResponderExcluir
  8. A coisa vai mal, senhores do conselho... Será que o Serra também proíbe certa sub-prefeita regional de acender um beck quando está com ele? Eles são tão íntimos.

    ResponderExcluir
  9. Mário,
    o que é beck? É algum tipo de incenso indiano? Não pode mais acender incenso também? Justo agora que a novela tá pegando fogo.....

    ResponderExcluir
  10. Vita, pelamordedeus, essas dúvidas vc pergunta em private, porque podem achar que vc é um senhorzinho de 50 e poucos anos, heterosexual monogâmico, cuja última infração legal foi tomar um chope a mais e voltar pra casa dirigindo...
    Beck é o que se chamava, em idos tempos, de baseado, cigarro de erva maldita ou estupefaciente juvenil.

    ResponderExcluir
  11. Ah, psicotrópico!!! Mas imagina se alguém vai tomar psicotrópico no governo... É ilegal!!! Mas mudando de assunto, pode acender incenso? Pode acender o carvão da churrasqueira? Pode acender a churrasqueira pra assar umas picanhas com os amigos? Pode acender vela pra Nossa Senhora? Gente, tá muito complicado ser paulista!!!! Vamos ter que comer tudo cru?

    ResponderExcluir